quinta-feira, 8 de abril de 2010

Delicioso...

Delicioso destino que reafirmas a minha própria identidade a cada cruz no calendário da minha vida!

A cada momento, o Universo está num estado qualquer… o que falta saber é em que estado está ele no segundo seguinte.

Instintos ou pressentimentos, arrepios de “déjà vu” , ou um simples encontrão com uma pessoa vestida de azul. Não, não é por acaso que estas reacções psicológicas ou temporais acontecem!

Não, não são apenas acontecimentos breves para preencher os nossos dias.

Tudo tem uma razão.

Se utilizamos protector solar, não é por acaso… Tudo e todos com um principio lógico, adquirido, mas nunca regra humana obrigatória. Devemos pôr o protector solar, mas ninguém nos obriga, quando somos maiores e vacinados.

DEVER/ PODER/ OBRIGAR?!!

Entre compromissos eu assumo um vitalício: o compromisso com o acaso!

Destino ou não, não discuto a sua veracidade. Mas que a minha fiolosofia de vida se assenta no “NADA É POR ACASO”, essa é das poucas certezas que tenho enraizadas dentro de mim mesma!

DEVER\ PODER\ OBRIGAR?!!

O mais engraçado no Universo, é que embora qualquer pergunta seja a mais fascinante, a resposta será sempre irrelevante.

Mais fácil é ao Homem, responder uma questão com uma pergunta. É como Copy Past de Sinónimos de palavras apenas para ficar mais ilustrado um discurso pobre.

Não muda nada pensar que se hoje me cruzei com aquele menino engraçado de camisola azul, onde trocamos olhares não foi por acaso. Não teria qualquer sentido… Pois perderia a vida encontrar pormenores do acaso que me fariam reflecti-lo e não aspirá-lo.

Posso não me voltar cruzar com muitos “acasos” sucedidos no passado, mas… se aconteceram não foi por acaso!!

Provando-me se o destino ocorrerá algo de estranho me entranha: a influência da escolha dos caminhos!

Tantos cruzamentos, encontros e desencontros; multidões e vazios… tudo na base da explicação lógica da própria vida: NÃO HAVER SENTIDO!!

Pré destinada ou não, com componentes aleatórias, o principio da incerteza conduz-nos Sempre ao mesmo destino certo e irremediável: a MORTE!

Sob o principio da incerteza viveremos até o dia… pode acontecer que as leis da natureza tenham o tal componente de ressurreição ou imortalidade, mesmo após esse dia… e aí sim, pode ser que os acasos do passado tenham sentido, e os ”déjà vu´s” lógica de serem revividos!!!

Porque NADA é por ACASO!

Encontrei-me no deserto, quando não encontrava rumo certo!!

2 comentários:

  1. Olá querida! Meu nome é Roberto Sena, atualmente moro em Madrid, na Espanha. Escrevo sobre moda para algumas publicaçoes brasileiras e espanholas, além de estar presente como correspondente de moda. Quero lhe convidar para participar da promoção “Life Behavior te veste de H&M”? Visite o www.lifebehavior.blogspot.com . Desculpe pelo incomodo!

    ResponderEliminar
  2. Bem vinda Patricia.......Agradeço sua visita.
    Estou a lhe seguir.......BOM FDS!!

    ResponderEliminar