quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Diagnóstico


Diagnostiquei através de um livro uma doença crónica em mim: Sou uma mulher que ama de mais!
Apaixonei-me pelo livro, absorvendo cada frase dele!
Sublinhando cada frase que à qual eu me identificava, quase que deixava o livro sobre textos sublinhados sem excepção!
Porque há doenças crónicas e bem relevantes em nós que nenhum exame ou médico conseguem diagnosticar... E que por vezes se pode confundir com uma doença mental qualquer, ou um simples distúrbio sentimental...

Não tenho vergonha de o dizer: Amo de mais!

Decisão


"Há sempre um momento certo para agir!"

...Como sabemos quando é esse momento?
Seria tudo tão mais simples se as decisões complicadas da vida trouxessem livro de instruções...

Chegou a hora!


Quando decido partir, invade-me uma onda de nostalgia e decido ir aquele sítio maravilhoso que passo todos os dias e nem sequer reparo.
O Mundo pára para mim enquanto o Tempo passa sem esperar... Aquele sítio esteve sempre aqui à minha espera e eu nunca o contemplei... ele é de todos, e todos passam numa correria que não permite inspirar a magia que nele existe.

Chegou a hora! Chegou a hora de partir... e de tudo deixar... e só hoje percebo o quão belo é tudo aquilo que me rodeia. Há magia, há sentimento... e há saudade!
Agora olho daqui para o céu... interrogo a Lua: Porquê? E sinto um arrepio: "Devia ficar... isto é lindo!"
Ao longe... bem longe quantas pessoas não estarão olhar o mesmo céu, interrogar a mesma Lua, e pronunciar a palavra: "Saudade"?
Eu murmuro baixinho: tudo o que deixo, me deixará saudade... todos os cantos mágicos, todas as pessoas que fizeram dos nossos momentos a minha vida!

Saudade...

Chegou a hora de olhar para baixo e abraçar com força este céu que é de todos...
Porquê Lua? Porque é que só damos valor quando algo perdemos?!
Terás o mesmo brilho longe daqui? Do meu cantinho... das minhas pessoas... do meu coração?

Coração recheado


...Porque às vezes pensamos que somos tristes e sós quando temos um coração vazio...
... Mas um coração vazio pode significar paz.
... E que está disponível a ser preenchido!
... Com sonhos e sentimentos...
... Com ilusões e realizações!

Reconhecer


"Humildade e
capacidade de reconhecer erros,
são qualidades que não se impõe a ninguém.
 São coisas que a vida ensina."

-Por Karla Tabalipa-

É aqui...


Quando se acorda com a necessidade de estarmos sós. De encontrar a nossa luz dentro da escuridão da solidão. A solidão das perguntas e respostas, onde todos os momentos são encenados com o silêncio. Onde ficamos com um vazio que nos permite absorver todo o vento que nos bate no corpo. Aquele ar fresco que inalamos e nos torna mais fortes.
Todos estes momentos são necessários, para que um dia não seja obrigatório afastarmo-nos do Mundo e das pessoas que amamos, ou para viajar ou para um retiro espiritual. Porque devemos ter a plena consciência diária de que somos feitos de carne e não de ferro. Somos imortais sofredores que crescemos ao sarar as feridas com o sal das lágrimas e com a analgesia de um sorriso perfeito.
É aqui: é aqui que nos concentramos numa missão: na missão de caminhar por terras desconhecidas. Porquê, se temos medo da novidade? Mas só ela nos faz descarregar a adrenalina que o nosso corpo produz...
Porque nunca devemos pisar o caminho traçado, nunca devemos ir atrás dos outros! Esse caminho levar-nos-à somente onde os outros já foram... e assim nunca os ultrapassaremos... Porque terão sempre mais experiência que nós.
Porque é a experiência que nos torna ricos.
Caminhemos pela aventura e coragem de sermos únicos, traçando o desafio de percorrer caminhos e Terras ainda não exploradas...

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Sofrimento e Amor


"Só duas coisas revelam os grandes segredos da vida:
 sofrimento e amor."



-Paulo Coelho-

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Porque...


... Por vezes precisamos de fechar bem os olhos para ver as coisas!
A realidade foi um dia ilusão, e quem diz que só se desilude quem se ilude?
Quem nunca se iludiu? Quem conseguiu crescer sem desilusões?
São as desilusões que nos fazem acreditar em ilusões mais persistentes, tornando os nossos sonhos em realidade.
Nunca sabemos onde os nossos pés podem tropeçar... não adianta limpar caminhos, não adianta fechar corações!
Quanto mais nos protegemos de sentimentos para evitar a dor é quando eles nos atacam e a dor nos corrói ainda mais...
...Porque nunca vamos estar preparados para passar no mesmo sítio da mesma forma, nunca vamos estar preparados para sentir as coisas da mesma forma e viver com a mesma intensidade.
... Porque quando mais tentamos comandar o nosso coração, mais ele manipula a nossa racionalidade!
Não adianta estudar como vamos amar da próxima vez...
...Porque o amor não se aprende em momentos de sabedoria!
Não adianta não arriscar apenas por ter medo de sofrer...
...Porque arriscar teremos de arriscar a vida inteira.
E se quisermos crescer teremos de sofrer!
É inevitável...
Porque não há resposta para os "Porquês" existenciais...
Cada um com a sua própria teoria...
...Porque cada vez mais se teima em existir!
E se esquece de Viver!

Sê Grande!


"Para ser grande, sê inteiro:
nada teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa.
 Põe quanto és no mínimo que fazes.
 Assim em cada lago a lua toda brilha,
porque alta vive."



-Fernando Pessoa-

Dúvida...


Falando ou Silenciando?!
Expressando ou Guardando?
Iludindo ou Prevenindo?
Amar ou Sonhar?
Acabar ou Recomeçar?
Procurar ou Esconder?
Saber ou Supor?!

Em busca de Luz!


Hoje apetece-me simplesmente reciclar a minha alma!
Roubar uma nuvem branca, fazer dela as minhas pantufas e caminhar pelo céu... voar pelo céu!

Quero sentar-me na Lua e confessar-me à noite.
Quero arrefecer os meus pensamentos e entender-me.
Quero enamorar as Estrelas e saborear-lhes o brilho.
Quero que o meu olhar absorva toda a energia desta beleza celestial.
Quero-me sentir só.
Quero encontrar-me no silêncio da minha solidão.

... e no fim de todo este processo quero cair no cansaço deste voo e ir por fim, daí em diante, todos os dias, voar de novo, agora revitalizada... em busca de luz!

Há pessoas?!


Há pessoas que bebem um copo de água pela manhã.
Há pessoas que palitam os dentes depois da refeição.
Há pessoas que cumprimentam por acto social: aquele beijo seco e oco que não sabe a nada.
Há pessoas que nem se apercebem que são máquinas da sua própria rotina.
Há pessoas infelizes que só se preocupam com a vida dos outros, não se apercebendo que eles estão ficar sem vida.
Há pessoas que olham para o relógio continuamente e desperdiçam segundos.
Há pessoas que nunca aprenderam a sorrir.
Há pessoas que nunca aprenderam a viver.
Há tantas pessoas infelizes...
Há pessoas que se esquecem que estão vivos pela primeira vez, e que a única certeza é o hoje, e só se prendem ao ontem e se sofrem antecipadamente com o amanhã.
Há pessoas que não sabem o que é Ser Pessoa!
Há pessoas ainda neste Mundo perdido?

Trocas...


"As pessoas se desacostumaram a dar amor.
Esquecem que amar é uma troca.
 E ficam carentes pela falta da troca."

-Léa Waider-

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Ausência


"São nos momentos de ausência
 que vemos o quanto nos faz falta aquele carinho
 que antes pouco importava."



Aurélia Vasconcelos



Perdas


...Porque às vezes precisamos de perder muito ou alguém para nos resgatarmos a nós mesmos!

Passei por aqui duas vezes...


"Não existem duas viagens iguais no mesmo caminho."

-O ALEPH-

Não devia ter permitido!


Não devia ter permitido deixar pegadas negras na areia branca da minha praia!
Não devia ter permitido deixar que as nuvens escondessem as estrelas que me iluminavam
Tudo apontava o rumo da minha felicidade...
Mas eu permiti!
Permiti afastar-me de mim mesma e permiti que os outros me roubassem bondade.
Permiti que me estabilizassem e me retirassem paz do meu corpo e alma.
Permiti que o meu arco-íris se transformasse num carvão cinzento...
... Mas não devia ter permitido!

Desfaleci e não segui adiante rumo ao amanha...
Mas não é tarde...
Estou viva!
Vou recarregar energia e recomeçar agora mesmo...
A reviver e ser eu mesma!

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Em todos os lugares


"Eu estive em todos os lugares
 e
 só me encontrei em mim mesmo!"



-John Lennon-

Verdade


Queria entender a verdade!
Queria saber diferenciar o que é real.
Queria saber quando sou realmente amada!
Queria nos teus olhos claridade.

Conseguir abrir a janela
E ver o teu mar de uma só cor.
Gostava que me chamasses de bela
E que dissesses que sou tua, sim senhor!

Porque não me fazes acreditar?
Na repentina verdade
Foi o encanto do teu olhar
Que me distorceu toda a realidade.

Quero acordar deste instante
E perceber que tudo já passou
Que toda a mágoa se torne distante
E que ninguém como tu, um dia me magoou!

Porta do Silêncio


Entrar em mim através do silêncio...
Perceber os meus actos quando não entendo a causa das minhas atitudes!
Deixar aninhadas no  corpo as minhas palavras, todas as que tenho, enroscadas nos meus lábios como se fossem um presente que possa abrir quando eu partir. Entregar as palavras num poema, embrulhadas em vazio, feitas de luz apenas. Irei lê-las no escuro da minha solidão, quando eu me for. Eu sei. E sentirei o vento de que falo todos os dias para quem não me entende, cheio de sal e de espuma das ondas que ...se desfazem no corpo gelado e frio dos rochedos, saberei ler as estrelas e navegar nos mares cujas rotas não esqueci ainda...

Só sei entrar em mim assim, pela porta do silêncio, tão pesada no meu peito, tão frágil e insegura na ponte que te encontra... Por isso, não digas nada. Estende-me o silêncio. E não finjas sequer que me viste entrar....

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

S. Valentim


"Amo como o amor ama.
Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar.
 Que queres que te diga, além de que te amo,
 se o que quero dizer-te é que te amo?"



-Fernando Pessoa-

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Lindo...


Hoje perguntaram-me o que é que eu achava lindo na vida!
Bonito mesmo é, essa coisa a que chamamos de vida e que muitas vezes nos esquecemos de que estamos vivos!
A vida passa depressa de mais; muda rapidamente, e acaba assim: de repente!
Um dia, quando menos se espera, simplesmente superamos as dores que achávamos insuportáveis e nos arrependemos de não ter vivido melhor, e aproveitado de melhor forma os nossos dias, as nossas virtudes, e as pessoas que nos envolvem!
Um dia será tarde de mais para me questionar do que é belo.
Porque não existe maior beleza que saber viver...

Todo o dia...


"Todo dia é uma ocasião especial.

Guarde apenas o que tem que ser guardado:

Lembranças, sorrisos, poemas, cheiros,

Saudades, momentos."

-Martha Medeiros-

Olho para a Lua...



Olho para a Lua
De coração cheio
Minha única companhia: a rua!
Preciso de mais recheio!

Um palco para chegar
Um mundo para produzir
Coração capaz de amar
Um sonho para onde ir!

Com medo de voar
Meus pés ficam presos
Hei-de um dia lá chegar
De olhos bem acesos!

Algum sinal de mim
No meu último degrau
Na mão guardo cheiro a jasmim
Porque na dor nem tudo é mau...

Neste meu jeito de ser
Guardo um segredo fechado
Vendo todo o meu parecer
Só não quero ninguém enganado!

Inconstâncias


A pior coisa que se pode sentir é pena! Pena de mim mesma... é incapacitante! O meu corpo e alma ficam gélidos, incapacitados de viver.
Com espírito de vento, coisas que vão e vêm, penso que mesmo as pessoas mais estáveis vivem numa inconstância de dúvidas e certezas.
Pode hoje apetecer-me ter o cabelo de uma maneira ou outra, não é por acaso que normalmente nunca nos vestimos da mesma forma, nem nos apetece comer todos os dias a mesma coisa. Somos inconstantes nos nossos passos diários, mesmo aqueles mais discretos!

A certeza do meu mais brilhante murmúrio é que não me importo de ser uma criatura com dúvidas, desde que as certezas não me levem a ter pena de mim. E quando falo de pena falo também de arrependimento.
A guitarra que toca à beira mar enquanto o Sol adormece por detrás do horizonte, diz-me que o barco negro navegará sempre na minha maré, mas nada que uma boa noite de solidão não mude a direcção das caravelas.
De braços abertos entre as gotas da chuva, os desejos vão, e novos sonhos ficam entre duas gotas de orvalho que me caem dos olhos... entre o rio inconstante e a razão!
Esta estranha forma de vida pode-me dar o nome de fadista louca, mas é o controlo da sede pelos inúmeros sonhos que não me fazem cair na tentação!
Fascinação pelo que é novo, medo de qualquer fim, haverá sempre algo melhor para lá da fronteira. Porque quando mudamos, há sempre um lado que muda para melhor.
Há palavras que me beijam, aquelas que tocam no meu coração. Já me deixaram espinhos cravados no coração, mas nunca deixei de viver com menos emoção.
Não, não tenho pena de mim, esta loucura são apenas os lírios do meu vasto jardim, e quando penso em mágoa tento perceber que coincide apenas com uma fase da Lua.

Mal-me-quer, bem-me-quer, não quero ter medo do meu fado, mas certo é que os meus olhos sempre foram mais atentos aos outros que a mim mesma...
Por vezes apetece-me acordar e tomar uma dose de egoísmo, deixando de me levar pelos murmúrios do silêncio, deixar voar o que posso fazer pelos outros e pensar de primeiro a último lugar em mim.
Não é a desgraça de ser pobre de mim mesma, é a tentação que tenho de não deixar que os outros caem na desgraça de me sentir como eu às vezes me sinto: só!
No deserto tento encontrar sempre o poema de encontros e reencontros com a esperança que haja o reflexo da força do mar nos meus olhos.
Oxalá um dia pequenas verdades sobre mim venham à tona, porque se uso máscaras não são máscaras amaldiçoadas, são apenas semelhantes a maquilhagem correctora das minhas fraquezas, vinculadas numa frieza e num poder de adaptação que nem eu mesma sei se existem dentro de mim...
Pelos outros planto Primaveras, nem que para mim colha apenas folhas mortas e espinhos duros e secos, e no fim de promessas e juramentos da parte dos que me deviam recompensar apenas recebo somente a verdade de que vivo na minha própria solidão.
E aí olho para os meus retratos de criança e tudo se transforma numa rosa branca... se eu mandasse nas palavras tiraria de todos os poemas da vida "saudade"!

A minha sina baseia-se em sorrir, com ou sem o sal das lágrimas corroeram-me a pele do rosto, são elas que me envelhecem, mas serão elas um dia que me impedirão de entristecer... ou pelo menos irão-me fortalecer!
Uso estes recursos para sobreviver da minha própria inconstância: meu rosto é transparente, mas as vozes do mar ecoam numa concha perdida na areia que me deitarei um dia na toalha do desengano...
Mas nunca mudarei... Esta minha constante inconstância!

Aos pouquinhos...


"Não é de repente,
 é mais aos pouquinhos
que as coisas acontecem."

-Caio Fernando Abreu-

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Sou eu


"Sou que escolho o que faço...
a Vida apenas propõe!"

-AUTOR DESCONHECIDO-

E... Eu NÃO desisto!


Sofrer é passageiro.
Mesmo quando se acha que se sofreu uma vida inteira.
Há intervalos de felicidade.

Desistir pode ser para sempre.
E podemos perder pessoas valiosas: para sempre!
A saudade e arrependimento não será motivo suficiente para elas voltarem...

E há coisas que nunca serão as mesmas.
Quando se pensa em desistir
Mesmo que não se perca tudo
Há coisas que não se recuperam!

Por isso nunca de deve desistir na Vida.
"Porque VIDA só tem um V, o resto é IDA"!

Porque nos deliciou com a sua música...

sábado, 11 de fevereiro de 2012

O Homem entre a crise!


Enquanto a sociedade sofre e baixa os braços,
Tristes sem saber para onde ir,
Esquecem-se que o futuro é deles e depende somente de cada um deles!

Homem perdido...
Toda a gente caminha sem sorrir.
Dizem que é a crise.
Mas cada um trabalhou na sua própria injustiça.
Pensaram somente nele, e esqueceram-se dos que o envolviam.
Foi uma mão dos céus...
O Homem estava precisar de um abanão!

No mundo dos que estão vivos, existe um preço.
E o Homem esqueceu-se de viver com o coração.
Fez tudo com a mão e por dinheiro.
Hoje nada há!
Nem sequer valores...
E se assim continuar, o verdadeiro Homem extingue-se!

Quantos homens são precisos para sonhar?
Basta cada um de nós acreditar e lutar...
Contra esta crise que nos afecta.
Contra esta solidão que dói.

Serão os nossos filhos e futuro sem brilho ou forma!
Nada faz já sentido.
Só trabalhar para sobreviver...
Porque já só se pensa em dinheiro para comer...

Enquanto criticamos duramente os poderosos.
Rebaixamo-nos a nós mesmos.
Não acreditamos na nossa própria mudança.
Mas exigimos a do Mundo!

Nada mudará se cada um não se lembrar da própria culpa.
A cura não é fácil, mas estar triste faz piorar!
A vida não tem voz.
Mas gritemos: BASTA

Vamos mudar, vamos viver, com menos, mas melhor!

Longa caminhada


"Quanto mais longa a caminhada,
mais experientes chegaremos ao nosso destino."

-AUTOR DESCONHECIDO-

Não deixarei de ser Ridícula!


Porque é tão difícil este sopro, da brisa do meu coração?
 Ás vezes forte, outras muito fraco... Sem saber a cantiga dele, chamo-o de bandido e imprevisível. Talvez seja nele que coabita a ilha do meu fado...
Sem a loucura dele jamais conseguiria tornar os meus dias com esta luz prodigiosa que me ilumina de uma forma que poucos entendem.
Sou feita de trapos de sentimento, e nas costuras uso a linha da emocionalidade. Queria construir um muro de racionalidade, mas insisto em plantar flores e em colher espinhos, nunca optando pelas pedras... Porque mesmo que estas sejam mais fortes, não consigo transformar o meu coração em algo duro e sólido.
Tenho de vaporizar tudo o que sinto através da minha expressão. É a minha sina... Não consigo usar máscaras racionais!
Podia transformar esta alma romântica em guerreira, mas os baldes de água fria aquecem-me o corpo.
Posso ser considerada um ser anormal, mas foi no mar que aprendi a lição do perdão... Porque as ondas ferozes transformam-se de uma momento para outro num som suave que morre na areia.
Ás vezes julgo já ter morrido. Mas quando estou bem lá no fundo apercebo-me que é nessas alturas que algo de bom está prestes acontecer... Basta nunca deixar de acreditar nos sonhos!

Este Mundo é tão grande, e temos todos uma estranha forma de viver, e eu sei que a minha sina é comandada pelos meus passos, mas deixem-me... deixem-me viver nesta ilusão de que a magia existe, e que não é por acaso que as coisas acontecem. Não me façam cair na crua realidade de sociedades actuais. Quero viver e não apenas existir, e sem a minha utopia eu não me alimento! Desfaleço e acabarei por morrer se um dia deixar de crer nela!

Se sou filha azul do céu, é no mar que se reflecte a luz, por isso, deixem os meus olhos brilhar, mesmo que por vezes mergulhe na minha própria mágoa e desilusão.
Foi Deus que me concedeu esta graça perdida, e é nela que me encontro.
Entre cor, fantasia, metáforas e sentimentos. No meu Mundo... Sem hora para fechar o coração áqueles que são repletos de magia.
Não me condenem por ser louca no meu próprio mistério. Não me abram os olhos... porque eu ando de olhos bem abertos! Apenas quero ver as coisas de forma diferente.
A lágrima é o meu tempero, e sem o sal dela a minha pele estaria fina e transparente.
É ela o meu remendo!

Minha maneira de ser pode ser até uma maldição, mas não consigo ver o mar sem poema, nem a selva sem canção!
O que for, há-de ser, o que será ainda virá... mas não me façam acreditar que a vida é cruel, sendo a única certeza que esta acaba e nunca sabendo quando!

O meu papel principal é viver assim... à minha maneira.
Podem-me chamar criança ou porto de mágoas, mas eu não me importo. Não vou deixar de ser ridícula! Não vou deixar de amar palavras e poesia, não vou deixar de acreditar em mim!!
Renascer é sofrer depois de muitas dores, e amar quando se deixa de acreditar no amor.
Renascer para mim é isto mesmo! Ser assim, viver assim e continuar assim...

O amor pode-me enganar, a vida pode-me trair, é a lei da vida... Mas se voarmos mais perto dos sentimentos, será mais fácil encontrar o contorno e preenche-los de cor, quando estes estiverem prestes apagarem-se!

Não se zanguem comigo por ser assim.
Mas deixem-me acreditar em tudo isto!
Porque senão nunca conseguirei ser feliz.
É o pão meu de cada dia!

Entre o vento...


"O vento é sempre o mesmo,
 mas a sua resposta é diferente em cada folha.
Somente a árvore seca fica imóvel entre borboletas e pássaros."

-Cecília Meireles-

Nunca deixes de Ser por Amor


E desde então, eu era porque tu querias que fosse...
Fazia, porque sabia que era assim querias que fizesse.
Deixei de ser Eu, para ser eu na perfeição de alguém que achava que tu querias que fosse.
Mas foi por mim que te apaixonaste.
E tendo eu saudades de mim.

Não voltarei mudar nem sequer por amor.
Porque amarei sempre pelo que sou.
Com simplicidade.
Porque o amor não complica...
Simplifica
E atenua o que de bom existe dentro de nós!

Sofrer e Amar


"É preciso sofrer depois de ter sofrido,
 e amar mais depois de já ter amado."

-Guimarães Rosa-

A minha cor!


Colhi a minha felicidade aos poucos.
Aqui e ali, foram os pedacinho de dor e alegria que me construíram.
Caí em poços de desilusões
E voei por céus de ilusões.
Fui sempre uma alma recheada de cor...
Mas que no fundo fazia do cenário negro o seu palco de vida!
Nunca me consegui conformar com injustiças e mentira, mesmo quando fui vímita repetida delas.
Aceitei todos os meus desafios como tijolos para construir a minha casa.
Até ao dia...
Até ao dia que uma grande tempestade levou o meu telhado!
E aí:
Aí fiquei mais perto das estrelas.
E ao olhar para elas percebi que não preciso do negro, nem de qualquer cor existente no arco-íris.
Basta reinventar uma nova cor a cada novo dia da nossa vida.
Basta guardar esse segredo para nós.
E transparecer para os que nos rodeiam, com sorriso e felicidade...
Tudo brilhará... seja ela qual for a cor escolhida para os nossos passos.
O que importa é o brilho no nosso olhar e sorriso!

Cada dia...


"Apressa-te a viver bem e pensa que cada dia é,
por si só, uma vida."

-Sêneca-

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Absurdo


...É absurdo quase todas as  pessoas dizerem pelo menos uma vez na vida que querem morrer, enquanto há gente lutar pra viver só mais um dia...

Duas Velas pela palavra "Tio"

Hoje acendo duas velas:
Uma por quem partiu há seis anos, fazendo cada vez mais falta e matando-nos de saudade!
Outra por quem hoje partiu e se transformou em mais uma estrela guia...
Que descansem em paz!
Porque a palavra "Tio" é muitas vezes idêntica a "Pai"!

Portas e Caminhos


"O guerreiro da luz tem sonhos.
Os seus sonhos levam-no adiante.
Mas ele jamais comete o erro de pensar que
o caminho é fácil e que a porta é larga."

- MANUAL DO GUERREIRO DA LUZ-

Nuvens


As nossas escolhas são as nuvens que passam...
Nós seremos sempre o céu que fica!

Afectados pela tempestade,
Pelo Sol,
Pelo Arco-Íris...
Pelas Nuvens...

Mas no fim...
O que sempre fica é o céu!
Um pouco mais escuro;
Um pouco mais claro...
Ora negro;
Ora estrelado!

Saudades minhas...


Quando era inocente, caminhava com tranquilidade...
Agora, atenta a tudo e todos acabo por não usufruir do que me rodeia!
Não quero riqueza nem todas as certezas do Mundo.
Queria apenas olhar-me ao espelho e conseguir ver aquele velho olhar...
O olhar que era a ocupação da minha tranquilidade...
E que me dava felicidade!

O teu brinquedo

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Numa só resposta:


Porque:
"As pessoas às vezes estão cheias de si e vazias do que realmente são!"


MUDE


" Mude, mas comece devagar,
porque a direção é mais importante
que a velocidade.

Sente-se noutra cadeira,
... no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.

Quando sair,
procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho,
ande por outras ruas,
calmamente,
observando com atenção
os lugares por onde
você passa.

Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.

Tire uma tarde inteira
para passear livremente na praia,
ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.

Veja o mundo de outras perspectivas.

Abra e feche as gavetas
e portas com a mão esquerda.

Durma no outro lado da cama...
depois, procure dormir em outras camas.

Assista a outros programas de tv,
compre outros jornais...
leia outros livros,

Viva outros romances.

Não faça do hábito um estilo de vida.

Ame a novidade.

Durma mais tarde.
Durma mais cedo.

Aprenda uma palavra nova por dia
numa outra língua.

Corrija a postura.

Coma um pouco menos,
escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores,
novas delícias.

Tente o novo todo dia.
o novo lado,
o novo método,
o novo sabor,
o novo jeito,
o novo prazer,
o novo amor.
a nova vida.

Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.

Almoce em outros locais,
vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida
compre pão em outra padaria.

Almoce mais cedo,
jante mais tarde ou vice-versa.

Escolha outro mercado...
outra marca de sabonete,
outro creme dental...
tome banho em novos horários.

Use canetas de outras cores.

Vá passear em outros lugares.

Ame muito,
cada vez mais,
de modos diferentes.

Troque de bolsa,
de carteira,
de malas,
troque de carro,
compre novos óculos,
escreva outras poesias.

Jogue os velhos relógios,
quebre delicadamente
esses horrorosos despertadores.

Vá a outros cinemas,
outros cabeleireiros,
outros teatros,
visite novos museus.

Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.

Seja criativo.

E aproveite para fazer uma viagem
despretensiosa,
longa, se possível sem destino.

Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.

Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já conhecidas,
mas não é isso o que importa.

O mais importante é a mudança,
o movimento,
o dinamismo,
a energia.

Só o que está morto não muda !

Repito por pura alegria de viver:
a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não
vale a pena!!!!"

-(Edson Marques)-

Alegrem-se


"Alegrem-se no amor.
Alegrem-se na vitória.
Sigam o que os vossos
corações mandarem."

-AS VALQUÍRIAS-

Traços da minha Personalidade vestidos de Loucura!


Alguém pode explicar-me de que sou constituída no meu poço, lá de dentro?

Transpareço o que sinto, e não consigo esconder dor ou felicidade. Os meus olhos não sabem mentir, mesmo que as minhas palavras teimem em contrariar determinadas acções!
Tenho muitas perguntas às quais tenho de ser eu mesma a responder convictamente, mesmo não tendo a certeza delas.
Tenho uma demência ou loucura dentro de mim!
Tenho de ser discreta e não mostrar esta sensibilidade que por vezes pode ser confundida com ingenuidade. Mas, se assim fosse não confiava em todos, desconfiando... porque nem em mim mesma confio totalmente.... conheço apenas limites, mas transcendo-os, quando a vida e os outros me colocam em frente de desafios que me ultrapassam!
Quero receber confiança e estabilidade... mas não sou um ser estável, mesmo que me considere confiante em muitas das minhas grandes decisões.
Queria ter lógica para entender a minha própria confusão. Mas nada seria com lógica e com concreto, nada seria sem ilusão e utopia.
Por isso vivo assim... diariamente apaixonada pelo Mundo, pela simplicidade das coisas, mas sobretudo tentando entender o Homem, quando nunca me entendi a mim mesma!
É muito complicado pensar-se que poderei vir sofrer de uma doença bipolar ou de uma outra patologia que soa a loucura.
Porque serei sempre eu: ao mesmo tempo o veneno e o antídoto do meu corpo e alma!

Longe, em pensamentos!


Balanço-me a pensar quem sou e para onde vou.
Sonho como será o amanhã desperdiçando o som dos ponteiros dos segundos, hoje!
Perco-me em pensamentos...
E lá, nesse vazio distante é tão díficil encontrar alguém ou algo que nos dê uma explicação!
Em mediatação, na própria solidão...
Esqueço-me que tenho Sol e sombra.
Esqueço-me que estou viva e que por vezes basta ouvir-me apenas a mim.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Escrevo aqui...


"Escrevo aqui no presente para que no futuro

seus olhos possam lembrar de mim, quando sua mente

me esquecer."

 
-Bob Marley-