quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Para Sempre...


"Para Sempre é composto de Agoras..."

-Autor Desconhecido-

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

A Normalidade



Ser esperto
Não é estar sempre por perto!

Divagar
Não é voar!

Ser Natural
Não é ser Normal...

O MESTRE DA VIDA


"Ele brilhou onde não havia nenhum raio de sol.
Depois dele ter passado pela Terra
nunca mais fomos os mesmos."

-Augusto Cury-

É irreversível!


É irreversível olhar para o teu rosto de longe.... como se uma ponte longínqua separasse as nossas margens!
É irreversível!
É inevitável esperar por uma resposta tua... por uma resposta sem pergunta!
É como dar um salto no vazio.
É como voar no mar e navegar no ar!
É como cometer o crime de roubar uma flor.
É como o crime de condenar o meu coração a todo este meu amor platónico e eterno!
É como se a minha condição se tivesse tornado irreversível...

E tudo é a partir de desde então inevitável se tivesse tornado em mim...

Deixo chover no meu rosto e nada faço para mudar esta tempestade.
Passivamente acomodo-me à irreversibilidade do meu ser, do meu parecer, do meu sentir!

Desde o momento em que todo o destino se tornou irreversível, o meu coração tornou-se uma caixinha que inevitavelmente guarda pó, guarda teias que te pertencem, guardam retratos longínquos...

E guardá-te-ao...
Sempre... irreversivelmente!

O binómio bateu-levou é doentio


"Ser afectivo com quem é grosseiro, bondoso com quem é egoísta, dócil com quem é arrogante não significa hastear a bandeira da fragilidade, mas a da força. Os fracos usam a força; os sábios a inteligência."

- Augusto Cury-

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Flutuar na Superfície!


Nos dias de hoje parece que vivemos na superfície das coisas, dos sentimentos, do racionalismo.

As pessoas não buscam as profundezas das coisas, das pessoas, da própria psique!
Já ninguém escreve cartas para ninguém. Já ninguém escreve para si mesmo e cada vez se liga menos à literatura... Porque a própria literatura realista motiva-nos para sermos ainda mais superficiais.
Parece já não haver motivos para reinventar histórias de amor. Já não se liberta criatividade...

O nutriente que pedimos para o nosso organismo absorver diariamente é segurança e estabilidade, mas esquecemos-nos que, vivendo superficialmente os dias, isso nunca será possível de realizar!

Podemos até estar mais preparados para a novidade e ter menos medo do desconhecido, mas o antigo fenómeno do medo era quem nos protegia valores que hoje estão extinguir-se...
Está perder-se o prazer de viver!
Está perder-se o encanto pela vida...
O Mundo está acabar...Nós estamos flutuar na superfície da valorização do VIVER!

Deixei ir...


"Deixar ir, não significa desitir, mas sim aceitar  que há coisas que não podem ser!"

-Pedro Quintella-

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Feliz NATAL

SONHOS ARCO-IRIS Deseja um Feliz NATAL


Que os sonhos sejam cheios de cor e se tornem realidade!

Que o maior presente neste Natal, seja amor, harmonia e felicidade...

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Renascer


"Cultiva a esperança, o que parece a morte da lagarta é simplesmente o nascimento da borboleta."



-Ditado Oriental-

Meu capricho da Lua


Possuir um capricho da Lua não é acordar e querer dominar o seu próprio Mundo, o seu próprio Eu!
Não é acordar e apertar um pouco mais aqueles que amamos quando os abraçamos.
Não é ter medo de morrer, não é querer viver mais e melhor...

Diz-me tu, o que é o maior capricho da Lua...
É observar um espelho de água e acharmos-nos os mais belos?
Transforma a beleza de uns olhos bonitos, num olhar penetrante... transforma a suavidade de uma pele aveludada num toque carinhoso.
Lá em cima há quem olhe por nós, há à nossa volta quem olhe para nós pelo que nós somos, e não por aquilo que nós aparentamos ser...

A Lua é misteriosa pelo que vale nas profundezas que ninguém irá descobrir... Porque todos a olham como objecto místico... mas principalmente pelas lendas e fantasias!

Faz-me bem, pensar que para além de um corpo de carne e ossos há magia que o movimenta.
Faz-me bem, pensar que sonhos não são meros pensamentos, mas magia da troca da nossa consciência e destino.

Os gestos de cada um de nós não são nada mais que leves beijos tristes enganadores, leves máscaras maquilhadoras que por vezes nos atraiçoam!

Os lugares onde estamos mudam o nosso humor, mas já pensamos que é a nossa disposição que pode mudar o lugar?!
Cantemos num lugar triste...
Dancemos num lugar proibido.
Porque o Homem habituou-se apenas a quebrar regras para praticar o mal!
Isto porque sempre sofreu mal de amores e mal de piedosas mentiras sobre ele mesmo.

Não temos que nos olhar ao espelho e saber-mo-nos de cor!
Temos de nos descobrir dia-a-dia...
Temos que, sem pressa, ser suspeitos destes capricho da Lua. Entre o óbvio e o místico... Entre o dia e a noite...
Porque não temos sete vidas!
Somos mortais!

...Bom dia pessoas coloridas que visitam o meu cantinho de sonhos!



"Se um dia fecharem-lhe as portas da vida, pule a janela"

- Augusto Cury -

Folha em branco


Sinto-me como uma folha em branco!
Façam com que a memória seja riscada.
Quero ser pintada!
Quero ver no olhar do Homem
Um olhar franco...

Ser colocada numa tela
Produzida em arte
Poder ser chamada de bela
Poder amar-te!

Por amor perdi tudo
Por ele fiquei sem nada
Hoje condeno-me pelo sentimento
Mas de nada me serve
Pensar no arrependimento
Se tudo o que mudo
Será sempre nulo!

Flutua


"Existem certos sofrimentos que só podem ser esquecidos quando podemos flutuar por cima de nossas dores."

-Paulo Coelho-

Mentira!


E agora que todo este fogo arrefece, a humidade da verdade entranha-se nos meus ossos e o meu cérebro começa pensar conscientemente! Como sentiste cegamente?! Como é que deixaste cair os teus braços perante essa luz vaga?!

Isto agora não vai ser nada bom... Vou ter de arranjar uma nova calma, uma nova margem para me abrigar destas correntes, e colocar todo o raciocínio em movimento! Quanto às palavras daqueles que me rodeiam? Cada vez têm menos valor! Cada vez confio menos nas pessoas...

Estou farta deste vício entre mim e o sentimento!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Carta ao Pai Natal


Neste Natal apenas peço uma simples prenda ao Pai Natal: trocar sonhos por objectivos. Eles são mais compactos, ocupam menos espaço e dão mais certo... Estou farta de sonhar, de voar e cair, de iludir e desiludir...
Será que se o Pai Natal me conceder o desejo, 2012 correrá melhor?!

Perdi-te ou abandonei-te?!


"Podes encontrar as coisas que perdeste,
mas nunca as que abandonaste!"

-Gandalf-

Natal sem cor!

É Natal?!

As ruas iluminadas
Corações sem magia
As pessoas andam em busca de quê?
Todas elas nesta correria?!
Prendas e prendinhas...
Não sabem valorizar...
O Natal é amor...
Fazem tudo menos amar!
Estrelas com ferrugem
Todas elas sem brilho nem cor
Ninguém hoje consegue saborear
O Natal com o verdadeiro sabor!
Sombras tristes na rua...
Nasceu o menino Jesus minha gente!
Não digam ás crianças que hoje é Natal
Porque até aos meninos o Natal já mente..
Toquem as trompas da esperança!
Dizem que é da crise...
Para mim é de valores...
Natal sem cores!
Assentem bem qual é a data...
Tristes Reis magos e Pai-Natal!
Já não há anjos.
Apenas jogos e consolas...
Bons tempos em que os meninos sorriam
Por receberam em trapos, pequenas bolas!
Foi posta neste mundo a falsa fé!
É a crise...
Do Homem é!

sábado, 17 de dezembro de 2011

Fatalmente Contagioso


"Há poucas coisas tão fatalmente
contagiosas como a alegria das pessoas sérias."

-Júlio Dinis-

Caixa mistério


Na cómoda da menina estava uma caixa.

Uma secreta caixa...
Será uma caixa de maquilhagem?
Será uma caixa de música?
Uma caixa de segredos?
Uma caixa de sonhos?
Uma caixa de pequenas coisas...

Era a caixa vazia!
Uma caixa com tudo...
Uma caixa que todas as manhãs colocou um beijo;
Todas as noites colocou sonhos...
Para que um dia partisse
Aqueles que a amassem não sentissem saudades dela!

Era uma caixa vazia com tudo.
Com pura magia...

Todos nós, (in)conscientemente deveríamos pensar todas as manhãs, todas as noites, e em todas as acções diárias como se fosse o nosso último dia...

...porque amanhã pode ser tarde!
...Porque um dia posso não ter a oportunidade de te dizer que te Amo, de te dar um beijo, de te oferecer sonhos...

Danço por estar viva


Hoje não estou sob a coação do dramatismo!
Olhei-me a um espelho e dancei!
Ergui os meus braços ao céu e agradeci por estar com os pés na Terra!
Dancei, cantei, pulei, sorri, até que chorei...
Chorei de emoção por conseguir estar feliz.
Feliz por simplesmente estar viva e ao lado dos que amo...
Estar grata por ter saúde.
Por ter um corpo vivo.
Por ter um espírito aberto...
Aberto a querer ser feliz....

Quando brincarmos na vida...


"O homem chega à sua maturidade quando
 encara a vida com a mesma seriedade que
 uma criança encara uma brincadeira."







-Friedrich Nietzsche-

Sem Sonhos


"Sem sonhos, a vida não tem brilho.

Sem metas, os sonhos não têm alicerces.

Sem prioridades, os sonhos não se tornam reais!"
 
 
-Autor Desconhecido-

Avião de Papel


Construi em mim um avião de papel, numa sala de aula em que aprendi a lição da solidão. As noites foram provocadas pela saudade e memórias, desperdiçadas pelo pensamento e perdidas no tempo. Quantas vezes não olhei pela janela desejando um amor, em segredo? Quem nunca o fez? Quem nunca perdeu tempo a fazê-lo, caindo na ilusão de que isso um dia iria mesmo acontecer?!
Quem nunca se perdeu, como eu me perdi em caminhos errados e com pessoas erradas?!
Toda a gente desconfia das minhas angústias, apenas porque os meus olhos demonstram como se fossem uma montra de transparência de sentimentalismo.
Mas não é como meia dúzia de palavras bonitas que curo!
Serei sempre um avião de papel a voar pelos ventos sem rumo.
Talvez me engane com tanta confusão sentimental, mas não quero enganar ninguém, nunca o quis...
É possível que seja terrivelmente injusta comigo mesma e seja infeliz nos meus próprios esconderijos. Mas talvez isso só aconteça porque ainda não encontrei a pessoa certa para me encontrar nos meus esconderijos e abrir-me para os encantos da vida!
É lá que espero encontrar a moradia dos olhares perdidos, a pele arrepiada, e a sombra de alguém verdadeiro com uma aura diferente de todas as outras, onde se encosta a mim sem aviso, de mãos dadas para enfrentar o mundo e o futuro.
Tudo isto me encanta: a fantasia, o sentimento, mas sobretudo a estabilidade!
Longe, perto, sem saber porquê... "tu" encantas-me... desde "um dia"... "até hoje!"

Olhar para cima!


Olha para cima...
É lá em cima que está o céu...
É lá em cima que se vêm as estrelas, o Sol, a Lua...
É lá em cima que está o mais belo da Vida!

Olha para cima...
Só assim poderás encontrar uma estrela cadente
E pedir um desejo.
Só assim os teus sonhos poderão ser realizados!

Nunca olhes para baixo...
Nunca olhes para trás...

Continua olhar para cima...

É o segredo da vida!

Erguer a cabeça...
E olhar sempre para cima!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Entre os homens!


Cedo o meu lugar neste mundo que não consegue arrefecer a boca para palavras cortantes!
Sou uma divagadora das esquinas sociais, mas cada vez mais me convenço de que o o ser humano anda perdido... não sabe o que quer, para onde vai e como faz as coisas... Deixam cair o inverno no corpo e congelam o espírito, entrando no esquecimento de si mesmo, nunca recordando de que estão vivos. E não, nós não somos máquinas trabalhadoras de carne e osso! Podemos ainda ser homens...
Nas frases do diálogo do dia-a-dia apenas se consegue obter fumo negro, e a luz vaga que se ouve bem lá no fundo da esperança de cada um de nós é longínqua!

Não sei se este Natal vai ser Natal, não sei se este novo ano vai ser bom.
Apenas queria pedir uma nova calma, um novo reencontro para o Homem!
Como se cada um, em vez de olhar para o próprio polegar, olhasse para o movimento que as acções individuais estão modificar o mundo e os valores.

Desejava que o Homem bebesse do soro da verdade, ou então mais vale que se pinte toda a humanidade de uma tinta invisível...
Porque o verdadeiro homem está entrar em vias de extinção!
Eu não pertenço, nem de perto nem de longe ao tribunal da relação entre valores e sociedade actual.
Não sou exemplo para ninguém.
Mas estou viver numa fase de transição que em atormenta...
Estão violar os meus sonhos de quando ainda era uma criança!
Estão viciar o mal entre os homens!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Desiquilibrio


"Sou uma Mulher Madura, Que as vezes brinca de Balanço (...)

Sou uma Criança Insegura, Que as vezes anda de salto Alto."

-Autor Desconhecido-

Encontrei-me!


"Eu sou aquilo que perdi."



-Fernando Pessoa-

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Menina das tranças


Menina das tranças
Porque danças?
Porque sempre sonhaste
Com um vestido azul
Ir nesse sentido
Sempre com tudo ou nada
Em direcção ao teu norte, ao ao seu sul!

Menina porque choras,
Se tens um sorriso tão belo?!
Porque ris, e te escondes?
É nessa sombra que moras
Estragas teu corpo singelo!

Teus pecados são teus medos
Teus sonhos pesadelos
Teus olhos são miragens
Vai ao rio
Não fiques pelas margens!

Não pares no Tempo
Tudo há-de passar
Um dia vais encontrar
A cura para essa ferida
Poder finalmente curar!

Tudo é possível para ti
No teu mundo de fantasia
Não lhe lembres que foi por si
Que o teu rosto mentia!

Vai em frente
Tem coragem
Tua força não mente
Tua luta não é miragem...

Arte da Humildade


"A humildade é o nutriente mais inteligente, fino e penetrante da personalidade humana.
Ela alicerça a aprendizagem, instiga a inspiração, aguça a intuição, amplia o campo de visão, expande a maneira de ser e de reagir.
A humildade está assente em três grandes pilares: a interiorização, a arte da crítica e a arte da dúvida."

-Augusto Cury-

Entre Tempos de Suave Algodão!


Quantas vezes pedes ajuda aos céus?!
Quantas vezes agradeces a vida que tens?!

Por estes cantos sociais, sem tempos e com pressas, esquecemo-nos do valor de estarmos vivos e desperdiçamos a maior parte do tempo com lamentações e injustiças. Injustiças com os outros, connosco, com a nossa vida.
Amanhã vamo-nos olhar ao espelho e não temos sequer força para pentear os cabelos brancos, nem para acariciar as rugas que nos penetram a pele... e aí percebemos o quanto erramos e o tempo que desperdiçamos!
Por vezes obrigamo-nos e obrigamos fazer escolhas desnecessárias. Os nossos corações são suficientemente grandes para caber algo mais, para caber alguém mais... para caber um pouco mais de sentimento e compaixão.

Temos de nos aperceber a cada dia que estamos vivos.
Temos de tocar na nossa própria pele e perceber que esta envelhece! Que as nossas atitudes se modificam consoante a nossa maturidade, mas que não podemos deixar morrer a criança que sempre houve em nós.
Moldar o jeito de viver é perceber que estamos vivos, é pintar cada amanhecer com uma nova cor, fazer de cada dia uma tela diferente, e da vida uma arte.
Não podemos querer algo perfeito. A arte não é bela para todos. Daí cada qual ter a sua filosofia de vida, a sua religião, os seus valores...
Mas se eu adoro vestir-me de preto e se ultimamente me sinto triste, porque não pensar na hipótese de amanhã vestir algo branco?
Modificar pequenas coisas no dia-a-dia.
Moldar um quadrado. Nunca passar de um quadrado a um círculo, mas ir limando arestas, para que quando me olhe ao espelho e toque na minha pele, a sensação do meu tacto seja como a de tocar em seda.

Um dia senti-me um cacto... Hoje luto por ser uma verdadeira bola de algodão!

Ninguém vive só...


"Mesmo as pedras procuram os caminhos porque o caminho sempre tem homens... e as flores procuram o jardim, porque o jardim sempre tem esperanças... Mesmo o perfume procura flores porque as flores encerram ilusões."

-Autor desconhecido-



Cavalgando na minha Lenda


A uns passos de conseguir dizer "Adeus tristeza, adeus saudade"!
Este ar que respiro, é o ar que consigo inalar quando os anjos me acompanham.
Não estou só.
Não quero estar só!
Não consigo estar só!!

Sonhos entre sonhos.
Esperanças que alcançam ainda mais esperanças...

Subo em cima de um cavalo branco e atinjo a liberdade que sempre quis.
A liberdade da minha paz.

Caminho em direcção a palácios, e entre as mãos levo uma carta de amor em poesia...
Está queimada nas pontas...
E vou entregá-la à margem da maré...
Vou deixá-la nas mãos do destino!

Como sempre fiz com a minha sina...
Entre sois, sombras e tempestades...
Será que chegarei lá um dia?!

Ilumino-me com uma vela.
Que vai derretendo
E em breve queimará a minha própria mão.
Mudará todas as linhas que delimitam o mapa do meu futuro...
E a cera escaldante jamais apagará tudo o que já passou!

É a minha lenda.

De trapos vestidos, apenas com o sorriso como protecção!
Onde estão os heróis?!
Quem me protege?!
A minha força!
A minha alma...
Minha coragem!

Contando primaveras
Vendo todos os corações como prioridades...
Curiosas as caras que me vêm e não sabem quem sou!

De lado a lado.
Eu comigo mesma
Deixem-me viver neste meu vendaval de sentimentos.

Digam o que disserem, serei sempre assim.
E procurarei sempre a sorte
De quando procurar esse castelo à beira mar
A garrafa seja entregue
Ao príncipe que saiba decifrar todas as minhas palavras

Palavras queimadas.
Palavras gastas e iluminadas...
Não estou enferma.
Estou firme!
Em mim!

Sussurro


"Procuro o sopro da palavra que dá vida aos sussurros."

-Clarice Lispector-




terça-feira, 13 de dezembro de 2011

NÃO!


Dediquei as minhas noites a ti, para me perder! E hoje que morro por me reencontrar, os dias são gelados e sombrios, pois a cor que tinha o meu céu transformou-se em sombras e ventos vagos e distantes. Tudo por nada... Foi tudo em vão!
A minha vida sem ti parecia não fazer sentido, e hoje sem os traços da minha personalidade o meu corpo já nem lhe apetece andar...
Mentiras sobre sentimentos...tudo se pode decidir numa palavra: NÃO!

Nada posso Fazer...


"Nada posso fazer:
parece que há em mim um lado infantil
 que não cresce jamais."


-Clarice Lispector-

Bola de Neve Social


Quantas vezes não nos lamentamos que a vida é difícil?!
Queremos que a vida simplifique as coisas...
Mas somos nós que as complicamos!
A vida é simples de mais.
O Ser Humano é que é complexo de mais para comandar a Vida!
O destino do Homem, devia ser somente ser um simples Homem... mas ele torna-se um complexo Homem, complicando a vida dele e a dos outros... Isto é uma bola de neve social!
...Cada vez mais complexa e difícil de resolver!

Simplesmente Simples e Feliz!


‎"A felicidade vibra na frequência das coisas mais simples"


-Ana Jácomo-

Aconchego da minha Solidão!


Quero a companhia do Natural
A companhia de um animal, de uma flor,
De um aroma ou de uma estrela!
Quero a companhia do vento
Da árvore, de um pássaro ou da Lua!

Quero a companhia de um beijo
De afecto e de um abraço
Quero a companhia de uma lareira
De uma conversa
De uma antiga história
De memórias

...Quero companhia de ti...
Quero a companhia do teu cheiro
Da tua presença.

Quero a ausência da minha solidão!

Sonho de Menina


Sou uma menina do mar
Sou a menina do deserto
Sou menina natural
Sou uma menina em aberto!

Sou menina de gotas de sal
Sou menina da natureza
Sou menina que não quer mal
Sou menina que acredita em pureza!

Quem sou eu afinal?
Uma menina desfeita em fantasia...
Que acredita assim num Mundo...
Era tudo o que eu mais queria!

Conhecendo mais um pouco!


‎Quando me dou a conhecer de mais, o outro vê o fundo. E o fundo é quase sempre escuro... e o escuro assusta qualquer pessoa!

Prefiro dar-me menos às pessoas e conhecerem menos de mim, assim tanto deste lado, como do lado de lá há menos medos e mais brilho...

É tudo menos assustador, e há menos responsabilidade!

Menos ilusão!

Menos desilusão...

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Linear


Sorriso fiel
Flor com suave aroma
Sentimento calmo como um mar sereno
Preciso de paz urgentemente!
Preciso de tranquilidade!
Serenidade.
Preciso de tocar numa rosa sem espinhos.
E guardá-la nos sonhos para mim...
Necessito de respirar ar puro
E de me sentir em mim!
Necessito de amor.
Não é amor oferecido ou vendido.
É amor rasgado.
Como o frio precisa do mendigo!
Quero algo linear.
Quero estabilidade.
O som deste dom.
Da linear tranquilidade...

Cantinho


"E porque o mundo, apesar de redondo, tem muitas esquinas.
Um dia eu me encontro em alguma delas." 
- Caio F.-

domingo, 11 de dezembro de 2011

Inconscientemente


 "A Minha consciência é inconsciente de si mesma,
por isso eu me obedeço cegamente."
-Clarice Lispector-

Sentidos de Vida


Quando o meu sentido de amor estava prestes adormecer, aparece algo ou alguém no meu caminho para que os meus obstáculos mudem todo o sentido da meta!
Aquele ingrato coração não tinha já noção do que poderia ser amor... era já uma canção desesperada, que desafinava todas as memórias  e via os cometas do céu como um castigo de não poder ser amada!
Mas porquê? Porque aparece tudo nos meus sonhos e faço dos teus planos os meus sonhos?
Quero ser independente deste sentimento.
Quero ser eu, sem saber porque vivo para ti.
Quero descobrir de novo o meu coração abandonado, como contos infantis de histórias fantasiadas.

Quero reacreditar na magia, e dançar num palácio onde tudo se transforma por sentimento, sem amargura e memórias que encolhem o coração a restos despedaçados.
Deixa-me levar por esta brisa leve, e acreditar em desejos de coisas impossíveis.
Deixa-me acreditar que a vida ainda pode mostrar-me um lado apaixonante que pode moldar os meus piores defeitos.
Deixa que num dia de chuva o sol possa brilhar, deixa que o Sol apareça entre as lágrimas do céu para que tudo se transforme em doçura de arco-íris!
Deixa que a minha leve loucura me leve a viajar dentro de mim e me faça descobrir que afinal não estou perdida, que apenas preciso de sentir a dor para um dia a conseguir suportar.

Não há terapia, não há remédio, não há álcool, não há tempo que cure a verdadeira magia de um verdadeiro amor...
Nada é eterno.
Mas a magia de um verdadeiro amor permanecerá eternamente, nem que seja em formato de memória. E é isso que nos faz seres humanos. É isso que molda toda a nossa estrutura do presente e futuro, das acções e racionalidade: os sentimentos! Quer eles sejam bons ou maus. A inconstância deles mesmos irá um dia trazer-nos a nossa própria estabilidade.

Basta sabermos gerir bem a magia de algo que liga o nosso coração à nossa mente: não é a nossa capacidade de amar, não é a nossa capacidade de raciocinar ou de resolver problemas. É a capacidade de gerir o passado, presente, de conjugar os nossos defeitos com os outros para que sejamos inseridos nesta sociedade que está banalizar o acto de amar!
Que está perder a magia de todos os actos.
O acto de beijar, sorrir, partilhar...
Está perder a magia de viver!

Mais ou Menos?!

Estava prestes alcançar um sonho!
Quando uma estrela me ia cegando com o brilho.
A centímetros dele!
Mas não, eu não desisti!
Subi a montanha!
Naveguei marés!
Disse muitos adeus;
Conheci novos cumprimentos
E novas gentes...
Subi subi, nadei até que me cansei!
Quando lá cheguei uma coisa percebi:
não era uma estrela!
Não era um sonho.
Era uma ilusão.
Foi mais uma desilusão!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Limpa Corações


Precisava de algo
Que me limpasse o coração
Sentimentos e memórias
Dores e mágoas
Arrependimentos e pressentimentos
Queria algo simples
Que suavizasse tudo o que sinto em exagero
Que limpasse todas estas teias
Que me prendem ilusões
Queria um limpa corações...

Não escondas


"O que a gente esconde é mais ou menos o que os outros descobrem."



-André Breton-

Aceita-me conhecer!


Nunca se deve ler um olhar. Deve-se conhecer uma pessoa em forma de digressão! Devemos conhecê-la desde uma ilha deserta, como se nos batesse à porta e perguntar: "Quem és?!", e nunca "Quem foste?!". Temos de acreditar que as pessoas mudam, mesmo que o passado seja o pior arrumo da memória do baú.
Devemos cumprir sempre as regras da sensatez, e procurar nas avenidas do coração dos outros, o melhor que eles têm para nos oferecer. Temos de transformar as virtudes num baile, e dos defeitos em aceitação.
Dar as boas vindas a uma pessoa nova na nossa vida, é para alguém, dar a esperança, não só de uma amizade, mas de uma aceitação de valores.

É difícil quando se conhece alguém, e se tem uma empatia especial, porque temos sempre o medo de nos virmos iludir e desiludir...
É aquele brilho dental, é aquele olhar, é aquele primeiro jeito que tudo muda futuramente...
Mas cuidado! Muito cuidado...
Vamos caminhando, mas em alerta, como provando uma taça de champanhe novo: e terá sempre o mesmo aspecto, só não sabemos se irá ser mais doce ou mais amargo no acto de engolir!
Saborear esta nova experiência, implica não só emoção, mas sobretudo racionalidade, principalmente nos dias de hoje, que há tanta gente interceira e com maquilhagem social.
Já não acredito que haja cinderelas e super homens, mas acredito que na periferia de muitos corações haja ainda muita magia por desvendar.
Há muita gente perdida à espera do momento e da pessoa certos para serem encontrados, e no dia em que a estrela cadente rasga o céu, pode ser o dia em que uma dessas pessoas se cruza no teu caminho.

Nada é por acaso.
Não é por acaso que no meio de uma multidão aquela hora te cruzaste com a pessoa "X" de camisola azul e que sorriu ou te fez má cara e até influenciou o teu dia.
Não é por acaso que hoje choveu.
Não é por acaso que hoje bati com o carro.
Não é por acaso que hoje não dormi nada e andei todo o dia com mau humor...
Não saias para a rua pensar que o teu dia vai ser um desastre.
Este mundo apesar de ser cruel é mágico, e nenhum dia é igual ao anterior ou seguinte. E ninguém é igual a ninguém.
Explora os dias!
Explora a qualidade das pessoas.
Modela os teus defeitos.
Explora a vida...
Aceita-me conhecer, conhecendo pequenos momentos, com pequenos grandes momentos, envolvidos por sensações e pessoas.
A solidão faz parte de nós, mas nós não seriamos nada sem sociedade.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

DEZEMBRO


"Dezembro com Junho ao desafio, traz Janeiro frio."


"Dezembro frio, calor no estilo."

"Em Dezembro, treme de frio cada membro."

"Nem em Agosto caminhar, nem em Dezembro marear."
 
"Nuvens em Setembro: chuva em Novembro e neve em Dezembro."

- Provérbios Portugueses-

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Todos e Ninguém!


"Ame a todos.
Confie em poucos.
Não faça mal a ninguém!"

- William Shakespeare -